sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Destino


quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Admiração e adoração

Posso admirar alguém ou algo pela sua extraordinária superioridade diante do conjunto das pessoas e das coisas, mas para adorá-las, faz-se necessário que a admiração atinja o grau máximo e adquira um aspecto divinal. 
A adoração excede a admiração e paira além do sublime.Nelson Barh

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

O jogo político

A verdade sem simulacro.
 A disputa política é um jogo e os candidatos são os competidores.  Eles falam o que o povo quer ouvir, prometem tudo fazer; se digladiam como inimigos e na verdade são amigos. Não  existe quem seja melhor ou pior; todos  apenas ambicionam  chegar ao poder. E o povo ingênuo que é usado, para seus intentos, como massa de manobra, toma preferência, veste a camisa, batalha às cegas  por eles, e a mesmice continua... Nelson Barh 

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Armadilha

A Natureza privilegiou os homens e ardilosamente  tiranizou as mulheres. O sublime ato do parto, após meses de gestação, é marcado pela dor, em seguida vêm os cuidados especiais,  a difícil  proteção, a eterna preocupação e, assim, surge o mais perfeito e deslumbrante amor e, então, as mulheres acreditam que, aquela doce criatura, seja apenas sua e de mais ninguém. Puro engano! Tudo ocorre em prol da continuidade da espécie.Nelson Barh 

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

"Arte Menor"

Na minha opinião, atualmente. a arte de representar ocupa a posição de “arte menor”.Atravessa um profundo declínio e dificilmente conseguirá reerguer-se. 
É bem verdade que, nos seus primórdios, as encenações eram feitas por religiosos e simples camponeses, ou seja, gente amadora que possuía pouco ou nenhum conhecimento da arte teatral; todavia, em seguida, surgiram atores com comprovada habilidade cênica. Nos dias atuais, houve um retrocesso, voltamos ao ponto inicial, qualquer canastrão consegue atuar grotescamente e receber a chancela de ator profissional. É lamentável! Nelson Barh 

domingo, 3 de agosto de 2014

Amigo

Amigo não se omite, não se esconde, nem se acovarda. Amigo não se atém ao que é visível.   Sua essência é nobre. Para ele não importa aparência, ornamentos, vestimenta, cor ou posses. Dentre todos os tesouros da Terra, ele é o mais valioso. Por ser o mais difícil de encontrar e conservar. Portanto, procure sempre o teu melhor amigo, talvez em breve você o encontre, mas o único jeito de conservá-lo é sendo também um fiel amigo. Equivocam-se os infelizes que acham que o dinheiro é um grande amigo. Logo descobrem que não há dinheiro no mundo capaz de comprar um bom amigo.Nelson Barh

sábado, 24 de maio de 2014

Política

Política: Entendo política como a arte de governar de maneira responsável, objetivando promover o bem público, diminuir as desigualdades sociais, garantir os direitos civis, políticos e religiosos, manter a ordem, zelar pelo patrimônio público e buscar meios para melhorar a vida de toda coletividade e do país.
Agora observem o que de fato acontece no mundo da política:  
Qualquer projeto para que seja aprovado precisa de mais da metade dos votos, assim sendo, o partido tem que ter maioria, ou então vai precisar barganhar muito, para conseguir a aprovação. Claro que o político para ser eleito vai fazer milhares de promessas, todavia ele sabe que dificilmente conseguirá aprovar qualquer coisa. Pois o lema entre eles é: “não colocar azeitona na empada do adversário político. Além disso, seus projetos visam beneficiar apenas os “seus verdadeiros e ocultos senhores” que de fato patrocinam a sua rica campanha.
 Há quem diga que não existe esquerda, direita, volver…digo centrão, mas na verdade é unicamente porque eles estão juntos e misturados.
A Imprensa, quase sempre, é um partido político enrustido.  A Direita vive favorecendo os latifundiários, empresários, banqueiros, etc.  Sempre esteve a serviço do capitalismo selvagem e controla o poder. A Esquerda diz que vai ajudar aos menos favorecidos, mas almeja somente conseguir o “poder”, para tanto faz alianças espúrias.  O Centrão favorece os grandes comerciantes, os meios de comunicação, mas finge descaradamente preocupação com os pobres e também vive sonhando com o famigerado e nefasto “poder”.. para conseguir seus objetivos apela para Deus e para o Diabo.
 Portanto, quase sempre quando os políticos votam, contra ou a favor de um projeto, não estão querendo favorecer o povo e sim seus pares e seus partidos políticos, ou seja, os políticos buscam o poder para obter vantagens para eles próprios, para seus familiares e seus queridos “amiguinhos”. Nelson Barh
Copyright: Nelson Barh